18.11.10

C O M O D I Z E R N Ã O ?

Em matéria de negação a sensibilidade aflora. Tratando-se de alguém especial e que tanto devotou carinho e amor à você o penhasco é para mais de mil metros. Já vi guias de 100 coisas que devo fazer antes de morrer, 100 coisas que devo fazer antes dos 50 anos etc. Nunca vi um guia de 100 maneiras de você dizer um não para alguém especial de maneira delicada, porém firme. Sabe aquela maneira bem dita, mas sem machucar? Não, provavelmente não sabe, anseio que não exista. Meu texto já está preparado para daqui a alguns dias como em uma peça com a fala decorada fazer bem feito. Na vida real, apesar de se ter muitas peças cômicas e gostosas de se interpretar quando nos deparamos no drama a impotência e o medo nos percorre. Confesso que não de mim, porque sei meu limite e até onde aguento, de certa forma coisas demais, mas sim, de como será a reação da pessoa, até que ponto sua alma irá sangrar e a tromboplastina aliada a protrombina não serão o suficiente para estancar esse sangue que percorrerá as veias dos seus pensamentos como que quase um derrame? Sinceramente, não sei, e por não saber sinto-me pesada como que carregando um baú o qual só será aberto e esvaziado quando eu exorcizar meus demônios e equilibrar minhas idéias com meus sentimentos. Já aconteceu antes, e o resultado não foi como pensei que podia ser, e já na preeminência de uma duplicata dos ocorridos preparo o chão do meu quarto com muito algodão doce, para rebater minha queda e adoçar minha vida. É, dúbia fica a questão, já que a pessoa é tão especial assim porque dizer um não, essa palavra algumas vezes feroz?! Acontece que carinho e gratidão é tão díspares de amor quanto o verso e o inverso. Nisso não resta dúvidas e essa certeza que me persegue tento deixá-la passar de mim para segui-la e tomar a decisão certa na hora exata, se é que existe uma hora exata. Só espero que o não tenha contextos menos melancólicos na minha vida. Uma palavra tão forte merece outro pódio, outra ostentação, outros "nãos". Sei que estarei o deixando, mas não me deixe só!


Até o fio que suportava a ligação dos dedos está no limiar de sua quebra.

.Menina Bordada



Ele: Fique mais, que eu não sei viver sem ter você...
Ela: (...)


Ps: O que falar quando já não se tem mais sentido algum? Não me deixe só!

Vanessa da Mata- Não me deixe só. ♪

Um comentário:

  1. ameii seu cantinho,
    já ando contigoo ..
    Sucesso (yn)
    Beijo meu.

    ResponderExcluir

Um borda aqui, outro aculá e assim escrevemos a nossa história.

Sejam bem-vindos ao meu bordado do dia-a-dia.

Obrigada pela presença.
Voltem sempre!